O fim é apenas o Começo

O fim é apenas o Começo

19/08/2019 1 Por Patricia Zapani

Não é de hoje que venho pensando em escrever sobre o assunto, mas nas últimas semanas pessoas muito próximas a mim têm vivenciado situações nas quais a certeza mais inabalável que temos é que o fim é apenas o começo.

Talvez você não esteja entendendo bem o que isso significa, mas provavelmente você já viveu momentos em sua vida em que você perdeu alguém querido, ou perdeu alguma coisa, como um emprego, ou um relacionamento que você acreditava que duraria pra sempre e se dissipou.

Diante das perdas, que não estamos e nunca estaremos preparados para enfrentar, muitos pensamentos assolam a nossa cabeça juntamente com o mix de emoções que passam pelo nosso interior e nos vemos sem rumo, sem saber como prosseguir porque parece que tudo desmoronou.

Mas diante da dor da perda, diante da sensação de que nosso chão se abriu, é preciso prosseguir, é preciso renascer, é preciso deixar ir para que o novo possa vir.

Me lembro de uns anos atrás, quando me encontrava em uma dessas situações que parece que a gente vai morrer de tanta dor que a gente sente por dentro, sabe?! Era o fim de um relacionamento que, por mais que eu soubesse não ser a pessoa certa pra mim, eu não queria ter que enfrentar o “luto”. Eu não conseguia enxergar além do que eu sentia naquele momento. Eu não conseguia imaginar como seria minha vida dali em diante, afinal, muito de mim havia ficado ali. Foram noites e até semanas dormindo mal e sofrendo por não saber como prosseguir.

Foi então que eu comecei a abraçar a dor e, em vez de querer que ela fosse embora, me permitir sentir. A gente vive em um ritmo tão frenético que quer acelerar até o que está sentindo. Mas se permita sentir! Se permita respirar!

Depois de abraçar a minha dor, eu percebi que ela estava me ensinando tanto! Na verdade, não havia deixado muito de mim ali, naquele relacionamento, mas eu havia me perdido para estar ali e era hora de me reencontrar, era hora de enfrentar o fim para começar outra vez.

Depois de vários processos internos (que posso contar um dia se quiserem), aquele fim me levou para o melhor começo da minha vida. Eu descobri a minha identidade. Eu amadureci. Eu me desfiz para ser feita de novo. Eu conheci o maior amor do mundo de uma maneira que jamais havia conhecido. Eu não me refiro a pessoas, mas a uma pessoa específica: Deus!

Parece bastante clichê, mas 1 João 4:8 diz: “Quem não ama não conhece a Deus, porque Deus é amor”. Talvez você imagine Deus de qualquer maneira, mas garanto que a melhor e maior de todas as formas que Ele tem é o amor! E onde há amor, certamente há Deus! E eu posso dizer com convicção que o Amor me mudou, me consolou e me deu um futuro (que agora virou presente e o meu presente é um belo presente).

Eu não imaginava como estaria hoje depois daquele fim, mas se eu pudesse voltar no tempo, eu diria para aquela Patrícia que parecia um pintinho molhado encolhido e com frio: “chora no ombro do seu Pai e deixa Ele te restaurar. Não tenta evitar o fim, um dia você será grata por essa chance de recomeçar. Seu Pai vai te levar a lugares inimagináveis. Ele vai te amar incondicionalmente e você vai conseguir amar de novo. Ele vai te curar de dores tão profundas que você nem imaginava estarem aí. Quando você estiver focada, desfrutando a companhia dEle, Ele vai te presentear com alguém que vai querer caminhar de mãos dadas com você. E olha, não é qualquer alguém! É o cara mais doce, incrível, forte e sonhador que você vai conhecer logo menos. E mais: o Seu Pai vai fazer tudo em você para que você possa ajudar a outras pessoas, então não tenha medo desse fim. É apenas um novo começo! Vai ficar tudo bem!”.

Então se você está nessa situação de “perda” e de “fim”, lembre-se: o fim é apenas o começo! Não rejeite a sua dor, mas abrace-a, porque um dia dessas feridas fluirão poder para curar alguém. Se você está chorando hoje, permita-se ser consolado. Lembre-se que um dia você irá consolar alguém. Se você está sem esperança, se permita ser encorajado. Um dia você levará esperança e vida! O sorriso que parece ter ido embora, vai voltar muito mais bonito que nunca!

Com amor,

Patty Zapani